Kiabi, a marca cheap de moda francesa que realizou uma receita de 1,9 bilhão de euros em 2017, desembarcou em São Paulo em agosto passado no shopping Ibirapuera. A abertura de uma outra loja está prevista no shopping West Plaza no mês de outubro. A marca pretende se desenvolver no Brasil e abrir 40 lojas daqui a 2023.

Especialista do prêt-à-porter a preços discount, Kiabi visa uma clientela familiar e popular. Composta particularmente de mães de família de 29 à 45 anos de idade, são elas que compram e são sensíveis à ideia de uma moda a preços baixos para toda a família. Um cliente Kiabi gasta em média entre 30 e 32 euros (entre 145 e 155 reais).

A marca não possui usinas próprias, somente quatro escritórios na França. A fabricação das peças está repartida entre o Bangladeche, a China, a India e o Marrocos. Cada país tem a sua particularidade, o bordado não é fabricado no mesmo lugar que o algodão. As vendedoras das lojas trabalham meio-período e recebem o salario mínimo e devem manter um ritmo de trabalho constante.

A marca está apostando no consumo dos brasileiros. Será que ela vai conseguir atrair e conquistar o consumidor brasileiro? O otimismo da Kiabi indica que sim.

logo-kiabi